quinta-feira, 31 de julho de 2008

A Arte Milenar da Dança do Ventre








A Dança do Ventre desenvolveu-se no Brasil muito diferente das autênticas técnicas orientais. Algumas dançarinas, mal orientadas, chegam a confundir músicas folclóricas e religiosas com músicas de dança, que para os eufóricos leigos, tudo é lindo. Leva-se em média quinze anos para formar uma bailarina profissional no Oriente Médio. É uma dança milenar, registrada há 5000 anos A.C., desde o reino da antiga Mesopotâmia, com cerca de 3000 movimentos possíveis de serem executados pelo corpo humano.

Sendo necessários muitos anos de audição para captar as constantes alterações rítmicas, apurado senso do significado do que se está dançando, e uma boa dose de conhecimento do que representam os sofrimentos das guerras e os preconceitos na vida do povo árabe.

Essencialmente feminina, pode ser também acompanhada por homens, com movimentos masculinos, destacando-se o tórax, ombros e braços. Em casas noturnas, restaurantes e festas árabes é muito comum homens convidarem as mulheres para dançá-la, é o desafio do homem em provocar a sensualidade da mulher, um jeito árabe de flerte, uma vez que os costumes e valores morais da cultura são extremamente rígidos.

A dançarina dever ser soberana, elegante, manter postura antes, durante e depois do show. Ter simpatia, charme e principalmente muita humildade. Quanto mais experiente for a dançarina, mais sucesso faz, a cultura árabe respeita a mulher madura, a exalta e a admira.
Não discrimina a mulher de idade, tem preferência pelas mais cheinha, do tipo gostosa, matreira e sensual.

O povo árabe é totalmente contra os padrões estéticos do Ocidente, que impõe a mulher ser jovem e magra, tornando a maioria delas infelizes. Os valores espirituais da cultura abominam a vulgaridade, considerando-a ofensiva, enaltece a auto-estima feminina, exalta a virilidade masculina, através de suas músicas e danças, com muita sensualidade. Afinal de contas, seduzir não é pecado!!



Eu com minhas loucuras!!
Agora sou uma típica dançaria do ventre.
e aí está um pouquinho da história da Dança do Ventre.

2 comentários:

Diva Debby disse...

Adorei o post!!!

31 de julho de 2008 21:17
alessandra disse...

AMO A DANÇA DO VENTRE E ADOREI SEU BLOG, PARABÉNS, OBRIGADA, ALESSANDRA, CARAGUATATUBA SP

26 de julho de 2009 22:05